EFEITOS DO NÍVEL DE INUNDAÇÃO SOBRE COMUNIDADES ARBÓREAS EM ILHAS DO RIO PARAGUAI NO PANTANAL, BRASIL

Solange Kimie Ikeda-Castrillon, Carolina Joana da Silva, José Ricardo Castrillon Fernandez

Resumo


São múltiplos os fatores que estão atuando conjuntamente nas ilhas do Pantanal contribuindo para a manutenção do seu estado atual. Partindo da hipótese que havia diferenças ambientais entre os locais nas ilhas, este estudo teve o objetivo de determinar se existem variações do nível de inundação entre 6 ilhas e entre centro e borda das ilhas que possam explicar as diferenças na vegetação e determinar a relação entre densidade, riqueza e composição florística do centro e borda das ilhas e a diferença de nível. A amostragem foi de 22 parcelas por ilha de 10m por 20m estabelecidas no centro e borda das ilhas, foram medidas as diferenças topográficas em relação ao rio. Neste estudo, a cota de inundação foi diferente entre locais centro e borda das ilhas de vegetação. O centro das ilhas está sujeito a um período de maior inundação, entretanto, verificou se que as bordas das ilhas arbóreas estudadas também passam por um período de inundação prolongado. A altura da cota d’água das 3 ilhas próximas ao perímetro urbano de Cáceres é maior e possuem maior número de indivíduos arbóreos, similaridade florística e maior riqueza em relação as ilhas a jusante próximas de Descalvados que estão submetidas a períodos maiores de alagamento.


Palavras-chave


Vegetação,Mata Alágavel, Áreas Umidas,Pulso de Inundação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/equador.v9i1.9502

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Pós-graduação em Geografia, do Centro de Ciências Humanas e Letras da UFPI

 ISSN 2317-3491

A Revista está atualmente indexada às seguintes bases de dados: LATINDEX, DIADORIM, IBICT/SEER, SUMÁRIOS.ORG, PERIÓDICO CAPES, GOOGLE ACADÊMICO, GENAMICS JOURNAL SEEK.

A REVISTA EQUADOR faz uso do DOI (Digital Object Identifier), através da associação com o CrossRef.