DINÂMICAS DO AGRONEGÓCIO E EXPANSÃO URBANA: UMA ANÁLISE DA CIDADE DE URUÇUÍ (PI)

Paulo Henrique de Carvalho Bueno, Francílio de Amorim dos Santos

Resumo


Objetiva-se analisar o crescimento urbano e suas interrelações com a expansão do agronegócio no município de Uruçuí - PI. Na verdade, o Piauí inicia seu processo de modernização agrícola a partir dos anos de 1970, com a expansão do cultivo em áreas do cerrado e se consolida ao longo da década de 1990, principalmente com a vinda de produtores sulistas com vistas a explorar essa nova fronteira agrícola. O escrito se baseia em revisão bibliográfica, dados do IBGE e uso de imagens de satélites que permitiram quantificar a expansão da área agricultável do município. Verificou-se que desde o início das atividades produtivas do agronegócio a população urbana de Uruçuí aumentou significativamente, o que fez chegar em 2010 a um percentual de 75,96% da população. Essa dinâmica populacional concretizou ampliação do espaço ocupado pela cidade, uma vez que entre 2006 e 2016, aumentou 75%. As imagens Landsat, analisadas por meio das ferramentas do Google Earth Pro, indicaram aumento das áreas destinadas aos cultivos agrícolas temporários no município estudado, cuja área plantada passou de 3.222 ha, em 1980, para 175.889 ha, em 2016. Ressalta-se, ainda, que a lavoura de soja apresentou substancia aumento passando de apenas 60 ha, em 1990, para expressivos 112.948 ha, em 2016, fato que permite afirmar que esse produto tem sido o carro-chefe na agricultura do município de Uruçuí.

Palavras-chave


Sudoeste piauiense. Agricultura. Dinâmicas espaciais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/equador.v9i1.9469

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Pós-graduação em Geografia, do Centro de Ciências Humanas e Letras da UFPI

 ISSN 2317-3491

A Revista está atualmente indexada às seguintes bases de dados: LATINDEX, DIADORIM, IBICT/SEER, SUMÁRIOS.ORG, PERIÓDICO CAPES, GOOGLE ACADÊMICO, GENAMICS JOURNAL SEEK.

A REVISTA EQUADOR faz uso do DOI (Digital Object Identifier), através da associação com o CrossRef.