EXPOSIÇÃO DA REDE DE DRENAGEM A AGROTÓXICOS E CONECTIVIDADE HIDRODINÂMICA, REGIÃO PONTAL DO PARANAPANEMA, SÃO PAULO, BRASIL

Paulo Cesar Rocha, Renata Ribeiro de Araújo, Maria Cristina Rizk

Resumo


Os objetivos deste artigo foram de estimar e avaliar a intensidade da exposição da rede de drenagem dos municípios a contaminantes agrotóxicos (glifosato, clomazona, diuron, hexazinona e tebutiurom) na região Pontal do Paranapanema-SP a partir do uso de dados de comercialização dos produtos agrotóxicos e de geotecnologias para sua espacialização. A área de estudo se refere à Unidade de Gerenciamento de Recursos Hídricos (UGRH) 22, abrangendo 26 municípios totalizando uma área de 11,838 km2. Para o estudo, foram utilizados dados de área dos municípios, extensão da rede de drenagem, provenientes de tratamento de cartas e mapas do IBGE, assim como dados secundários de comercialização de contaminantes provenientes do Observatório de Saúde Ambiental do Estado de São Paulo. Os resultados apontaram que grandes quantidades de agrotóxicos estão sendo utilizadas na pulverização, em especial na monocultura canavieira. Esta condição pode estar desequilibrando o ambiente e ser perigosa na contaminação das águas fluviais e de espécies aquáticas e dos humanos.


Palavras-chave


rede de drenagem, contaminantes, agrotóxicos, Pontal do Paranapanema, conectividade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/equador.v9i1.9395

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Pós-graduação em Geografia, do Centro de Ciências Humanas e Letras da UFPI

 ISSN 2317-3491

A Revista está atualmente indexada às seguintes bases de dados: LATINDEX, DIADORIM, IBICT/SEER, SUMÁRIOS.ORG, PERIÓDICO CAPES, GOOGLE ACADÊMICO, GENAMICS JOURNAL SEEK.

A REVISTA EQUADOR faz uso do DOI (Digital Object Identifier), através da associação com o CrossRef.