EDUCAÇÃO AMBIENTAL E A REALIDADE LOCAL: O USO DE CARTILHA NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM

Samira Gomes de Sousa, Judite de Azevedo do Carmo

Resumo


O processo de desenvolvimento com base na sustentabilidade é de suma importância para o meio ambiente e a sociedade. Criar novas formas de crescer economicamente sem danificar o meio é a maneira mais eficaz para garantir a preservação dos ambientes naturais e promover uma melhor qualidade de vida. Entretanto, entende-se que a promoção da sustentabilidade somente será possível por meio do conhecimento que desperte a atenção da população sobre a exploração econômica da natureza, sendo assim, a Educação Ambiental pode ser considerada uma ação necessária. Neste sentido essa Educação deve ter seu lugar no espaço escolar em uma perspectiva integradora. Com esta interpretação este texto tem por objetivo apresentar uma cartilha de Educação Ambiental confeccionada de forma a abordar problemas ambientais e sociais no espaço vivido do aluno, fundamentada no construtivismo. Há a concepção de que essa cartilha ao trazer a realidade local para a sala de aula pode tornar mais eficaz o processo de ensino-aprendizagem. As propostas de práticas pedagógicas, nela incorporadas, utilizam como ponto de partida e de chegada o aluno, desta feita, elas contribuem para a formação de cidadãos aptos a identificar problemas socioambientais e agir de maneira a reivindicar a sua redução, bem como exigir sustentabilidade nas diferentes formas de atuação do homem sobre o espaço.


Palavras-chave


Degradação ambiental. Escola. Educação Ambiental. Ensino.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/equador.v9i1.9364

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Pós-graduação em Geografia, do Centro de Ciências Humanas e Letras da UFPI

 ISSN 2317-3491

A Revista está atualmente indexada às seguintes bases de dados: LATINDEX, DIADORIM, IBICT/SEER, SUMÁRIOS.ORG, PERIÓDICO CAPES, GOOGLE ACADÊMICO, GENAMICS JOURNAL SEEK.

A REVISTA EQUADOR faz uso do DOI (Digital Object Identifier), através da associação com o CrossRef.