INVENTÁRIO ETNOBOTÂNICO E USO DAS ESPÉCIES MADEIREIRAS E NÃO MADEIREIRAS NA COMUNIDADE DE OURICURI, PILÕES-PB, NORDESTE DO BRASIL

Ana Maria Ferreira de Andrade, Carlos Antonio Belarmino Alves, Ramon Santos Souza, Simone Silva

Resumo


RESUMO: Realizou-se um inventário etnobotânico das espécies de uso madeireiro e não madeireiro na comunidade de Ouricuri, no município de Pilões, Brejo Paraibano, Nordeste do Brasil. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 19 informantes (chefes de famílias), com idade entre 27 e 93 anos, sendo 4 homens e 15 mulheres. Os entrevistados assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido (Resolução 196/96). Aplicou-se o índice de IR para as espécies da categoria medicinal e o VUgeral, VUatual e VUpotencial para cada espécie citada. Obteve-se um total de 508 citações e 96 espécies, pertencente a 48 famílias botânicas. As espécies mais citadas foram: Citrus maxima (Burm. ex Rumph.) Merr. (Laranja) (20), Bixa orellana L. (Urucum) (16), Anadenanthera colubrina (Vell) Brenan (Angico) (16), Musa X paradisiaca L. (Banana) (15), Myracrodruon urundeuva Allemão (Aroeira) (14) e Anacardium occidentale L. Caju-roxo (14). Desta forma, as famílias botânicas que mais destacadas foram Fabaceae com (11) espécies, Lamiaceae (7), Myrtaceae (5), Anacardiaceae (4). As categorias de uso que obtiveram os maiores números de citações foram categoria medicinal com (255) citações; alimentação (139), Combustível (37). Os resultados do VU geral, apresentaram que as espécies que obtiveram os maiores índices correspondem a Citrus maxima (Burm. ex Rumph.) Merr. (Laranja) VU geral (1,00), Bixa orellana L. (Urucum) VU geral (0,80), espécie muito comum na comunidade, Anadenanthera colubrina (Vell) Brenan (Angico) VU geral (0,80). Porém, as espécies que apresentaram a maior versatilidade, com destaque a Anadenanthera colubrina (Vell) Brenan (Angico) IR (1,75), Cymbopogon citratus (DC.) Stapf. (Capim santo) IR (1,75). A partir dos resultados que entende-se, o amplo conhecimento sobre as plantas usadas nas mais variadas categorias pelos moradores da comunidade de Ouricuri. Que ocorrem através da propagação do conhecimento entre as famílias, devido a disponibilidade local das espécies, além do cultivo e manejo de algumas espécies de preferências e de uso doméstico dos entrevistados.


Palavras-chave


Etnobotânica; Categorias de uso; Espécies.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/equador.v8i2.9251

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Pós-graduação em Geografia, do Centro de Ciências Humanas e Letras da UFPI

 ISSN 2317-3491

A Revista está atualmente indexada às seguintes bases de dados: LATINDEX, DIADORIM, IBICT/SEER, SUMÁRIOS.ORG, PERIÓDICO CAPES, GOOGLE ACADÊMICO, GENAMICS JOURNAL SEEK.

A REVISTA EQUADOR faz uso do DOI (Digital Object Identifier), através da associação com o CrossRef.