DE VOLTA ÀS REFLEXÕES SOBRE O TOTALITARISMO

Newton Bignotto De Souza

Resumo


O objetivo desse artigo é estudar as referências ao tema do totalitarismo que aparecem nos Diários Filosóficos de Hannah Arendt entre 1950 e 1970.  Procuramos mostrar que, mesmo depois de ter publicado Origens do totalitarismo em 1951, a autora continuou a refletir sobre pontos essenciais da obra, à luz das novas questões que passaram a inquietá-la e que estão no centro de suas obras posteriores. Um dos pontos essenciais de sua démarche é sua preocupação com a natureza do marxismo e seu significado para a política.

 


Palavras-chave


Totalitarismo, Diários Arendt

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/ca.v2i3.12863

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                                            Endereço / Email:


                          Universidade Federal do Piauí, PET-Filosofia,

        Centro de Ciências Humanas e Letras, Campus Min. Petrônio Portela, 

                  CEP 64.049-550,  Teresina - PI, Fone: (86) 3237 1134 

                                    E-mail: nupha.ufpi@gmail.com

 

                                                Indexado em: